A FORNALHA ARDENTE - O FOGO DA BABILÔNIA

Daniel 3

Nabucodonosor quis construir uma imagem enorme (27 metros) relembrando a torre de Babel , os primórdios de Babilônia, afrontando novamente a Deus . Seu olhar sobre si mesmo se exaltou de maneira excêntrica , a tal ponto, que em seu coração  externou-se na rebelião contra a autoridade de Deus e caiu na síndrome de Lúcifer se achou alguma coisa , se achou belo , se exaltou por aquilo que fazia na adoração e quis ser melhor do que Deus e receber a adoração que Deus recebia, com isso construiu Nabucodonosor sua própria imagem exaltando-se sobre o povo e suas conquistas , além de, exaltar-se contra  Deus e receber a adoração por suas conquistas, pois utilizou o ouro roubado do templo do Senhor e vemos uma lição que não podemos misturar o santo e o profano, não podemos dividir a adoração , não se conquista no braço forte ou na intimidade ou racionalismo. Deus é Deus , o homem é barro e como a relva. A sua maneira de pensar , isto é, a ideologia de pensamento babilônico era o humanismo , pois acredita-se que o homem tem a capacidade de conquistar o universo com destaque baseado no próprio esforço humano.
Assim o rei deu uma ordem diante de todas as autoridades designadas em Babilônia e sobre todo o povo exilado ali  que deveria adorar e se prostrar a ele quando tocasse sons de instrumentos, quem não adorasse e se prostrasse seria jogado na fornalha ardente. E na hora da adoração com instrumentos musicais para o rei , todos se prostraram e reverenciaram a imagem de Nabucodonosor , porém três jovens , Ananias, Mizael e Azarias,não se dobraram e não dividiram a adoração . Foram denunciados e questionados pelo rei por não adorarem o rei e também os deuses da Babilônia, e isso trouxe uma fúria ao rei que mudou seu semblante e trouxe um ódio que mandou aumentar a fornalha sete vezes mais , ou seja, tudo porque decidiram ser fiéis a Deus perante ao rei e assim como foram questionados com veemência também responderam com veemência que estariam adorando a Deus mesmo que livrasse-os da fornalha ardente ou se morressem , pois eles entendiam que o povo de Jerusalém , especificamente de Judá ( o reino do Sul) sofreram o exílio e a ira de Deus por adorarem a outros deuses , sobretudo, a Rainha dos céus , que trouxe a iniquidade, a peste, a fome, a miséria, a devassidão e a desgraça em Jerusalém . Eles tinham visto isso tudo e refletiram que o melhor é servir a Deus do que servir ao demônio e que o que Deus quer é obediência . Por isso , declararam que continuariam adorar a Deus em Babilônia E NÃO SE PROSTRARIAM AO HOMEM E MUITO MENOS A DEMÔNIOS. 

Mesmo vivos ou mortos , queriam ser lembrados por aqueles que não se corromperam na Babilônia e que temiam a Deus e não o homem. Os seus corações pertenciam a Deus e não a idolatria. O altar que levantam era a Deus e não a demônios. Com coragem declararam e foram levados a fornalha ardente sete vezes mais aquecida do que o normal , pois foram fiéis a Deus e amarrados e a escoltados por guardas fortes do rei , mas eles não fugiram , não se acovardaram , pois o rei achava que iriam mudar de ideia , mas eles foram firmes , fortes e corajosos  mesmo diante da fornalha. Os guardas morreram , mas aqueles jovens não foram mortos cheio de túnicas , mantos foram salvos por Deus e nenhum fio de cabelo foi queimado e nem a roupa , nem cheiro de fumaça tiveram , pois o fogo babilônico não pode nos tocar , pois sobre nós está o fogo de Deus . E foram promovidos e isso nos aplica a algo que toda vez que somos provados somos promovidos a um novo tempo e a um novo patamar espiritual .
Com isso , venhamos entender que quando as pessoas querem o nosso mal e estas fazem um espetáculo , um alarme querendo ver a nossa vergonha e a nossa morte diante de todos , pois todos estavam vendo aquela situação , mas Deus honrou aqueles jovens porque Ele que tem o poder e somente a Ele que deve-se adorar. Deus não permite e frusta os desejos das trevas. Nem só um fio de cabelo , Deus não permite tocar.
Fogo fala de queimadura , de dor , tormento, agonia , provação , desespero , cinzas , destruição , escândalo , fumaça de informação de desgraça , mas Deus não permite o inimigo nos destruir. O fogo da Babilônia não queima quem é fiel a Deus , não toca , não apavora e nem acovarda quem adora com a vida e atitudes ao Deus Todo-Poderoso.
Eles se recusaram a idolatrar o homem e a demônios. Suas mentes não estavam cauterizadas. Quem tem contato e experiências com Deus , isto é, teve um real encontro com Deus não adorará a homens e nem a demônios. Não tem medo , pois sabe quem é o Deus que serve. E você , sabe, qual é o seu deus ? Deus ou Satanás?
A fúria pode ser mais intensa ou agravada, os semblantes podem mudar por simplesmente você ser fiel a Deus , quererem te incendiar com o fogo da Babilônia , te amarrando para querer te prender para não viver o livramento e o milagre de Deus , enviar mais fortes para lhe intimidar , mas continue corajoso, fiel, temente e obediente a Deus porque Ele agirá com justiça e frustará o desejo dos seus inimigos . E você receberá o livramento de Deus , pois você dará frutos de justiça e estás firmado na Rocha Eterna com isso o Deus do Impossível agirá ao teu favor e noticiará a todos aquilo que fizeste em sua vida . Pois quando Deus faz , todos saberão e o que ELE fez em sua vida servirá de testemunho entre as nações.

Seja assim como esses três jovens , Ananias , Mizael e Azarias, porque se recusaram a perder a sua identidade mesmo que a Babilônia mudasse o nome deles , mesmo adorando a Rainha dos céus , mesmo com prostituição, com manjares , mas eles decidiram ser fiéis a Deus , serem santos, serem de Deus e buscarem ao Senhor com intercessão e jejum. Como vencemos a Babilônia? Através da santidade , da fé em Deus , oração e jejum. Adoração com vida e atitudes. 
QUEM ADORA A DEUS EM ESPÍRITO E EM VERDADE É PROVADO NA FORNALHA  DA PERSEGUIÇÃO, DO ÓDIO, DA HUMILHAÇÃO, DA PRIVAÇÃO, DA ANGÚSTIA E ENTRE OUTRAS SITUAÇÕES, MAS PARA EXALTAÇÃO DO NOME DO SENHOR E A HONRA SERÁ SEMPRE DO NOME DE DEUS . Pois o rei reconheceu a Deus e exaltou o nome de Deus.  Deus faz com que o inimigo reconheça e decrete as bençãos do Senhor sobre sua vida. Somos promovidos e levados para um novo ciclo , um novo tempo vindo diretamente de Deus. 
Texto por Rebeca Magalhães

Assista :

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

As aflições da alma

Alegria da salvação

Não despreze as profecias e os profetas

Os propósitos de Deus

Destronando o espírito de Dalila

A bondade de Deus

Um resumo do Hino Nacional

Deus do Impossível